conversores catalíticos, fonte de poluição?


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

cientistas Massachusetts encontrado para ter detectado na atmosfera urbana partículas de metal tóxicos americanos de catalisadores de automóveis.

Esta pesquisa foi realizada por cientistas suecos, em colaboração com pesquisadores do Massachusetts Institute grave de Tecnologia e o igualmente respeitável Woods Hole Oceanographic Institution.

Estes cientistas descobriram altas concentrações de platina, paládio, ródio e ósmio no ar a partir da área urbana de Boston. Embora estas partículas não são considerados perigosos para a saúde, a evidência sugere que eles poderiam se tornar um perigo potencial, se as vendas de automóveis em todo o mundo gastam cerca de 50 2000 milhões ao longo de 140 milhões 2050.

Trouver des solutions afin de « stabiliser » ces particules à l’intérieur des catalyseurs devrait être une priorité pour limiter leur impact potentiel, selon Sebastien Rauch, de la Chalmers University of Technology de Goteborg, en Suède. D’autres scientifiques ont aussi détecté des concentrations élevées de ces éléments en Europe, au Japon, en Australie, au Ghana, en Chine et au Groenland.

Lembre-se que mesmo quando se espera que os conversores catalíticos para reduzir as emissões de monóxido de carbono e outros poluentes.

Este estudo deve aparecer na próxima edição da revista Environmental Science and Technology.

Fonte: United Press International


comentários do Facebook

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *