Ser cidadãos poluir mais!

Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Mais uma prova da dependência da nossa empresa em políticas de petróleo e doublespeak que levam os seus cidadãos para otários.

Neste inverno, período de teste de ignição por dia as luzes de carros em todo o território será realizada a partir de outubro 30 2004 27 2005 março, em ordem ... para aumentar a segurança dos utentes.

No entanto, a própria Comissão Europeia abandonou o seu projecto de directiva que visa introduzir esta medida a nível europeu, em janeiro de 2001 e o teste de operação conduzida na Landes desde 1998 não conseguiu tirar conclusões sobre a relevância da tal projeto. Para os contras, o comprometimento dos menores usuários é real ele. Desde 1975, motociclistas andar com as luzes acesas para fazer claramente identificável entre os outros veículos que eles vão perder a sua visibilidade. Os ciclistas serão perdidos nas luzes de deboche. Como para os peões, lembrar que é para os motoristas a ser pedestres vigilante e não esconder com a aproximação de um veículo! Todas as associações europeias de peões, ciclistas e motociclistas têm expressado oppostion para o projeto. mas depois por que o governo francês para a intenção de esta medida?

Porque um carro que tem seus faróis consumir mais. Estima-se que EUR 650 milhões o montante que irá comunicar ao Estado esse consumo excesso de, através do TIPP. Nesta primavera, nós aprendemos que o consumo de combustível francesa diminuiu 1% sobre o ano passado, uma perda líquida de 1 bilhões de euros para o Estado. Ele teve que fazer-se esta diferença. Ela já havia passaram as medidas do lado da via que promovem a aquisição de veículos eficientes (notícias 23 / 07), e agora nós ainda nos obriga a consumir e poluir mais!

Decididamente, não lobbies mesmo necessidade de aplicar pressão. Nossos líderes estão brincando quando a razão de curto prazo e eles estão escolhendo os interesses petrolíferos em vez de o desafio da mudança.

PS: amigos motoqueiros, lembre-se dos dias da ação e do 18 19 setembro. Sabemos que a sua solidariedade!

comentários do Facebook

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *