Diário de Alerta "A Água Que Somos" de Pierre Rabhi e Juliette Duquesne


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

A água que somos, a coleção "Carnets d'alerte" de Pierre Rabhi e Juliette Duquesne

Alertas de Logbook, a água que somos. P. Rabhi e J.DuquesneA coleção Carnets d'alert pretende ser livros sintéticos, acessíveis a todos para aumentar a conscientização sobre questões de importância primordial. No início de novembro, o 2018 lançará um novo Livro de Alerta dedicado à água. Eu a apresento aqui porque, por um lado, o tema da água é de importância ecológica para a humanidade (e para o clima) e, por outro lado, participei modestamente do desenvolvimento deste livro. entrevistado por Juliette.

Água, um elemento vital em risco

O que poderia ser mais banal do que afirmar que a água está no coração da vida - somos compostos por 65% de água em média! No entanto, essa verdade inegável é muitas vezes esquecida. Os cerca de 60 pesquisadores, associações, fazendeiros e atores da sociedade civil entrevistados para este caderno continuam nos lembrando disso. Hoje, embora falemos de biodiversidade e transição ecológica, aqueles que têm água abundante tendem a banalizá-la ... e, assim, negligencia-la. E, pelo uso irracional e irresponsável, já estamos causando grandes danos às futuras gerações.

Plástico invadiu o oceano, os pesticidas são encontrados até na gordura das baleias. O oceano, pulmão de nossa terra, está em perigo, já que recupera toda a poluição terrestre. Na França, a maioria dos nossos rios e até mesmo a água subterrânea estão poluídos. Este novo livro de alertas propõe investigar essa questão ampla, desde oagricultura, a primeira fonte de poluição e o maior consumidor de água do mundo, a gestão por empresas privadas deste bem comum. Sem mencionar que 30% da população mundial não tem acesso a água potável ...

Como gerir a água amanhã de uma forma mais ecológica, justa e local? A água exige mais do que qualquer outro elemento uma gestão coletiva. Pierre Rabhi nos adverte: nossa relação com a água deve mudar; É imperativo que nos tornemos conscientes de seu valor insubstituível. A água, agora poluída, desperdiçada, fonte de todos os tipos de lucros, poderia muito bem tornar-se, amanhã, uma das soluções para os maiores problemas da nossa sociedade.

Pioneiro da agroecologia, especialista na luta contra a desertificação, Pierre Rabhi é autor de A Oferta ao anoitecer (Éditions de Candide, 1988, premiado pelo Ministério da Agricultura), Rumo à sobriedade feliz (Actes Sud , 2010), Convergência da Consciência (The Passenger, 2016). Especializada em questões econômicas e ambientais, Juliette Duquesne trabalhou por dez anos escrevendo a revista TF1.

O 9 de novembro, Juliette apresentará este quarto Alerta durante uma dedicação de reunião à livraria The Foam Pages, Boulevard 174 Saint-Germain em Paris de 19h a 21 horas. Este último livro de alertas será lançado em novembro 7.

Os mesmos autores já publicaram, na mesma coleção:

  • Para acabar com a fome no mundo
  • Sementes, uma herança vital em extinção
  • Os excessos das finanças ou a arte da predação legalizada (Presses du Châtelet, 2017)

L’eau que nous sommes sur les forums

Contato de imprensa: LP Tips / Florença Rosenfeld / + 33 (0) 153 264 210


comentários do Facebook

1 comenta "Livro de Alerta" A Água Que Somos "de Pierre Rabhi e Juliette Duquesne"

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *